Pelecanus

Logo Pelecanus

Como Fazer a Trilha Lengerke na Colômbia: Um Guia Completo

vista panorámica del sendero lengerke

Atualizado em 13/03/2024

Caro leitor,
Também gostaria de recomendar nosso guia de viagem para a Colômbia, que oferece uma visão geral perfeita das atrações turísticas do país. Aproveite a leitura.

Se você está em busca de uma aventura na Colômbia, talvez queira considerar a trilha Lengerke. Esta é uma rota histórica construída por um engenheiro e empreendedor alemão no século XIX para conectar a região andina ao rio Magdalena. A trilha percorre paisagens deslumbrantes, ecossistemas diversos e vilarejos encantadores. É uma das melhores trilhas na Colômbia, e neste guia, eu vou mostrar como fazê-la.

O que é a Trilha Lengerke?

A Trilha Lengerke leva o nome de Georg Ernst Heinrich von Lengerke, que nasceu na Alemanha em 1827 e faleceu na Colômbia em 1882. Ele emigrou para a Colômbia aos 25 anos de idade e se estabeleceu no departamento de Santander. Tornou-se um próspero empresário e um engenheiro habilidoso que desenvolveu rotas de transporte para o seu comércio. Ele utilizou algumas das trilhas que já eram usadas pelas civilizações indígenas e pré-colombianas, mas também as melhorou com pedras e pontes.

Hoje, a Trilha Lengerke é uma rota de caminhada que segue algumas dessas trilhas históricas. Ela passa pelos seguintes vilarejos:

  • San Vicente de Chucurí
  • Zapatoca
  • Guane e Barichara
  • Jordan
  • Los Santos

A trilha cobre uma distância total de cerca de 53 quilômetros (33 milhas) e pode ser concluída em quatro etapas. Ela atravessa três cordilheiras andinas e desce até o espetacular Cânion de Chicamocha, um dos cânions mais profundos do mundo. No caminho, você verá vistas incríveis, uma diversidade de flora e fauna, e patrimônio cultural.

Como Fazer a Trilha Lengerke: Um Guia Etapa por Etapa

Para fazer a Trilha Lengerke, você precisará de um bom nível de condicionamento físico, equipamento adequado e algum planejamento. A trilha pode ser desafiadora devido às mudanças de altitude, às condições climáticas e ao terreno. Você também precisará organizar transporte e acomodação ao longo do caminho. Aqui está um guia detalhado para cada etapa da trilha.

Etapa 1: San Vicente de Chucuri até Zapatoca

Distância: 18 quilômetros

Ganho de altitude: 1.300 metros

Perda de altitude: 1.000 metros

Ponto mais alto: 2.450 metros

Ponto mais baixo: 700 metros

San Vicente de Chucuri é uma pequena vila a cerca de duas horas de Bucaramanga, a capital de Santander. É conhecida como a capital do cacau da Colômbia, então você pode querer chegar cedo no dia anterior e experimentar alguns dos deliciosos produtos feitos a partir do cacau. Você também pode visitar uma fazenda de cacau e aprender sobre o processo de cultivo.

Você deve começar a caminhar cedo de manhã e pegar um transporte (motocicleta ou 4×4) para levá-lo até o santuário de aves ProAves, onde a trilha começa. A primeira parte da trilha passa por uma zona agrícola com vacas e depois entra na floresta do Parque Nacional Serrania de los Yariguies. A trilha é bem marcada e fácil de seguir, mas pode estar enlameada ou escorregadia, dependendo do clima. Você também terá que passar por cima de algumas árvores caídas ou evitar algumas plantas com espinhos afiados.

A trilha sobe cerca de 1.000 metros através de uma floresta tropical com muitas samambaias e aves. A temperatura é agradável e fresca. Após atingir o ponto mais alto desta etapa, você entrará em uma floresta de coníferas que parece muito diferente da paisagem anterior. A trilha se torna mais aberta e oferece ótimas vistas do vale e das montanhas.

A descida é mais tranquila e confortável em um bom caminho. O clima muda novamente e fica mais quente e seco. Você verá cactos e outras plantas típicas de um ambiente de estepe. A trilha termina em um pequeno rio onde você pode se refrescar. De lá, você pode pegar uma motocicleta para ir até Zapatoca.

Zapatoca é uma vila encantadora a cerca de 1.700 metros acima do nível do mar, com cerca de 9.000 habitantes. Ela tem arquitetura colonial e um clima agradável. Você pode explorar a vila e visitar algumas atrações, como o Mirante de Guane ou o Museu Casa Galán.

Etapa 2: Zapatoca até Barichara

Distância: 17 quilômetros

Ganho de altitude: 770 metros

Perda de altitude: 1.500 metros

Ponto mais alto: 1.850 metros

Ponto mais baixo: 450 metros

A segunda etapa da Trilha Lengerke começa no campo de aviação de Zapatoca, de onde você pode pegar um transporte para levá-lo até lá. A trilha segue ao longo do campo de aviação e depois vira à esquerda, descendo a colina. Após atravessar a estrada pela primeira vez, você encontrará uma seção perigosa que é muito íngreme e escorregadia. É melhor fazer um desvio e caminhar ao longo da estrada.

A trilha continua em um bom caminho que sobe levemente. O clima é seco e quente, então certifique-se de levar água e protetor solar suficientes. Você terá vistas incríveis do Cânion de Chicamocha e da ponte que você cruzará mais tarde.

A ponte é um bom lugar para fazer uma pausa e apreciar a paisagem. Você também pode dar um mergulho no rio se o nível da água estiver baixo o suficiente. Após a ponte, a trilha sobe para Guane, uma pequena vila com uma rica história e cultura. Você pode visitar o museu arqueológico, a igreja e a praça principal.

A partir de Guane, você tem duas opções: você pode caminhar pelo Camino Real até Barichara, um belo caminho de paralelepípedos que leva cerca de duas horas, ou pode pegar um veículo para levá-lo até lá. Barichara é uma das vilas mais charmosas da Colômbia, com suas casas caiadas de branco, ruas de pedra e igrejas coloniais. É também Patrimônio Mundial da UNESCO e um destino popular para turistas.

Etapa 3: Barichara até Jordan

Distância: 12 quilômetros

Ganho de altitude: 100 metros

Perda de altitude: 1.100 metros

Ponto mais alto: 1.500 metros

Ponto mais baixo: 450 metros

A terceira etapa da Trilha Lengerke começa em Villanueva, uma vila perto de Barichara. Você pode pegar um tuk-tuk para levá-lo até lá e depois dirigir um pouco mais para se aproximar do Cânion de Chicamocha. Você também pode começar em Villanueva mesmo, mas a caminhada pela estrada não é muito atraente.

A trilha desce para o cânion em um caminho de pedra original construído por Lengerke. A inclinação não é muito íngreme e o caminho está em boas condições. As vistas são impressionantes à medida que você penetra em um dos cânions mais profundos do mundo. O cânion tem cerca de um quilômetro de profundidade e possui uma flora e fauna diversificadas.

A descida termina em Jordan, uma pequena vila no fundo do cânion. Existem dois hotéis onde você pode passar a noite: o Hotel Shangrila, que oferece redes para mochileiros, ou o Ecolodge El Tamarindo, que oferece mais conforto e comodidades. Você pode relaxar e desfrutar da natureza e tranquilidade deste lugar.

Etapa 4: Jordan até Los Santos

Distância: 6 quilômetros

Ganho de altitude: 900 metros

Perda de altitude: –

Ponto mais alto: 1.350 metros

Ponto mais baixo: 450 metros

A quarta e última etapa da Trilha Lengerke vai de Jordan até Los Santos. Antes de começar a caminhar, você deve visitar a ponte histórica que cruza o rio perto de Jordan. É uma estrutura impressionante também construída por Lengerke.

A trilha sobe o tempo todo até Los Santos. A trilha foi recentemente restaurada e tem muitos mirantes e bancos ao longo do caminho. No entanto, você deve estar preparado para muito calor e exposição ao sol ao subir do cânion. A temperatura pode estar bem acima de 30 graus Celsius (86°F) e não há muita sombra.

Ao chegar a Los Santos, você terá completado a Trilha Lengerke. Você pode comemorar sua conquista e apreciar as vistas do cânion de cima. Você também pode encontrar conexões de ônibus para Bucaramanga ou outros destinos a partir de Los Santos.

O que Levar para Caminhar na Trilha Lengerke

Caminhar na Trilha Lengerke requer alguma preparação e equipamento. Aqui estão algumas recomendações sobre o que levar:

  • Uma mochila leve com apenas o essencial
  • Um facão ou uma faca, caso precise limpar vegetação ou obstáculos
  • Pelo menos um litro de água por dia
  • Um maiô para nadar no rio
  • Um chapéu e protetor solar para se proteger do sol
  • Calças compridas e uma camiseta de manga comprida para se proteger de plantas e insetos
  • Um segundo par de sapatos, caso o primeiro fique molhado ou sujo
  • Um dia de descanso entre as etapas para se recuperar e aproveitar os vilarejos

Caminhar na Trilha Lengerke é uma experiência incrível que mostrará algumas das melhores paisagens e culturas da Colômbia. Não é uma caminhada fácil, mas definitivamente vale a pena. Se você está em busca de uma aventura na Colômbia, deve experimentá-la.

Mais experiências de turismo de natureza na Colômbia

Aqui encontrará uma lista de destinos incríveis para caminhadas e outras actividades na natureza na Colômbia:

Mais trilhos recomendados para caminhadas

Search

About Author

Frank

Frank

Olá, eu sou Frank Spitzer, o fundador e o coração por trás da Pelecanus, uma operadora de turismo especializada em viagens na Colômbia. Meu percurso em viagens é amplo — já viajei para mais de 60 países, absorvendo culturas, experiências e histórias. Desde 2017, tenho usado essa riqueza global de experiência para criar experiências de viagem inesquecíveis na Colômbia.Sou reconhecido como uma das principais autoridades em turismo colombiano e tenho uma profunda paixão por compartilhar esse belo país com o mundo. Você pode ver um pouco das minhas aventuras de viagem e percepções sobre a Colômbia no meu canal do YouTube. Também sou ativo em plataformas de mídias sociais, como TikTok, Facebook, Instagram e Pinterest, onde compartilho a cultura vibrante e as paisagens deslumbrantes da Colômbia.Para fazer contatos profissionais, fique à vontade para se conectar comigo no LinkedIn. Junte-se a mim nesta incrível jornada e vamos explorar as maravilhas da Colômbia juntos!

youtube Facebook Instagram Pinterest Tiktok