Pelecanus

Logo Pelecanus

7 Incríveis Experiências Turísticas Oferecidas por Ex-combatentes das FARC na Colômbia

Sunset, clouds, trees and river in San Vicente del Caguán

Atualizado em 13/03/2024

Caro leitor,
Também gostaria de recomendar nosso guia de viagem para a Colômbia, que oferece uma visão geral perfeita das atrações turísticas do país. Aproveite a leitura.

Você quer se imergir em territórios mágicos e antes inexplorados? A Colômbia é um país que se destaca por suas belezas naturais e por sua incrível biodiversidade. No entanto, devido a uma luta armada que durou mais de 50 anos contra as guerrilhas das FARC, muitos territórios eram inacessíveis para os turistas e até mesmo para o próprio estado.

Graças ao fato de que em 2016, o governo colombiano e a guerrilha das FARC chegaram a um acordo onde puseram um fim ao conflito armado, estes territórios puderam ser visitados novamente. Atualmente muitos ex-combatentes têm criado empreendimentos para que pessoas de todo o mundo conheçam o lado oculto da Colômbia.

É por isso que quero mostrar-lhes algumas das iniciativas nas quais alguns dos ex-combatentes têm trabalhado no país.

A Colômbia e a guerra

Infelizmente e embora a Colômbia seja um país que, sem dúvida, se destaca por sua beleza natural, seus povos únicos e coloridos e pelas pessoas carismáticas, a verdade é que esta nação ganhou fama pela violência constante que atingiu todo o território por décadas.

De certa forma, essa fama já foi merecida. A Colômbia tem sido o berço de traficantes de drogas, grupos paramilitares e guerrilhas que passaram a ser consideradas as mais antigas da América Latina: as FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia).

As FARC surgiram em 1964, quando o presidente da época, Guillermo León Valencia, ordenou o bombardeio de Marquetalia, um vilarejo localizado ao sul de Tolima, onde viviam alguns ex-guerrilheiros liberais (o Partido Liberal foi uma das duas forças políticas mais importantes do país durante o século XX), mas também muitos camponeses inocentes.

O bombardeio em Marquetalia gerou tanta indignação que um grupo de camponeses liderado por Manuel Marulanda Vélez, conhecido como “Tirofijo”, fundou as FARC. Este grupo tornou-se tão poderoso que conseguiu colocar o Estado em xeque em uma guerra que durou mais de 50 anos e custou mais de 260.000 vidas.

As FARC se estabeleceram em 242 municípios da Colômbia e estiveram presentes em departamentos como Meta, Caquetá, Antioquia, entre outros. Nos territórios controlados por esta organização criminosa, em geral, não havia presença do Estado e ocorriam constantes atos de violência, portanto, as visitas turísticas eram impensáveis.

Tudo isso mudou quando, em 2012, o então presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, iniciou conversações com as FARC, estas conversações levariam à assinatura de um acordo de paz em 2016. Graças a isso, a violência na Colômbia diminuiu radicalmente e lugares antes inacessíveis, poderiam finalmente ser visitados por turistas locais e estrangeiros. 

Formação dos ETCRs e chegada de iniciativas de turismo

Com o fim da guerra, muitos ex-combatentes das FARC iniciaram um processo de readaptação à vida civil. Para este fim, foram criados os ETCR (Espacios Territoriales de Capacitación y Reincorporación, ou Espaços Territoriais de Capacitação e Reincorporação). 

Os 24 ETCRs (originalmente eram 26) eram espaços distribuídos em diferentes partes do país, criados pelo governo em 2017, com o objetivo de ajudar ex-combatentes a criar projetos produtivos que lhes permitissem alcançar a solvência econômica.

Nos ETCRs, surgiram projetos de agricultura, avicultura e, claro, turismo. A maioria destas propostas turísticas se concentra em mostrar trilhas antes inacessíveis e preservar sua memória histórica, contando anedotas e histórias do conflito.

Dito tudo isso, a seguir você encontrará algumas iniciativas turísticas que alguns ex-combatentes fizeram.

Nota:

  • Algumas dessas iniciativas estão apenas na fase de planejamento ou apenas começaram, então elas não têm um site ou redes sociais, e até mesmo as informações que você pode encontrar são limitadas.

Caguán Expeditions

Site: https://www.caguanexpeditions.co/

Dos 26 ETCRs originais, 11 decidiram criar iniciativas turísticas. Alguns desses empreendimentos não foram tão bem recebidos, outros estão apenas começando, mas definitivamente um dos mais bem-sucedidos foi a ideia de alguns ex-combatentes do ETCR de Miravalle com sua empresa chamada Caguán Expeditions.

O Miravalle ETCR está localizado no departamento de Caquetá, no município de San Vicente del Caguán, que foi um dos municípios mais afetados pela guerra. Explico, durante o governo de Andrés Pastrana (1998-2002) foi feita uma tentativa de iniciar conversações de paz com as FARC. Para avançar nas negociações, o governo criou a chamada zona de distensão (uma zona que foi desmilitarizada pelo governo), que era formada pelos municípios de Uribe, Mesetas, La Macarena e Vista Hermosa, no departamento de Meta, e San Vicente del Caguán. 

Todo o território da zona de distensão era composto por 42.000 quilômetros quadrados, em equivalência é ligeiramente maior que a Suíça. Os guerrilheiros tomaram conta da zona de distensão e governaram seus habitantes por vários anos. O caos era pão de cada dia, extorsão, roubo de gado, tráfico de drogas e outras atividades ilícitas eram comuns.

Os anos passaram e San Vicente del Caguán, antes um território em guerra, agora oferece planos turísticos e tudo graças ao processo de paz de 2016. Alguns ex-combatentes após a assinatura da paz decidiram explorar o potencial turístico deste município e é por isso que formaram o Caguán Expeditions em 2017.

O que o Caguán Expeditions oferece?

Carlos Ariel García, que é o diretor e co-fundador de Caguán Expeditions, nos disse que a ideia de sua empresa é oferecer “planos que combinem natureza, aventura e, é claro, memória histórica”. 

Os diferentes planos variam de 1 a 4 dias. Algumas experiências que oferecem são:

Aventura

Os planos de aventura são baseados na prática de rafting em vários setores do Rio Pato, antes era impossível de explorar devido ao conflito. Você pode ver aqui um vídeo da ONU em sua missão de verificação quando começou o projeto.

Dom Carlos menciona que as ofertas de rafting variam desde o nível 1, sendo ideal para iniciantes, até o nível 4 para as pessoas mais experientes. Algumas ofertas são:

Rafting com gavetas: É um rafting nível 2. Tem um percurso de 18 km e uma duração de aproximadamente 3 horas e 30 minutos

Rafting no setor médio do Rio Pato: É um rafting nível 3 e leva aproximadamente 1 hora e 30 minutos.

Notas:

  • Você pode consultar suas outras ofertas no site.
  • Quando você contrata qualquer uma das ofertas de rafting, o seguro contra acidentes está incluído.
Natureza

Quando você contrata as ofertas de mais dias, geralmente é combinado com visitas a cachoeiras e caminhadas. Há caminhadas com um nível intermediário e difícil.

Memória histórica

Não é o pilar da empresa, mas Dom Carlos nos contou que eles fazem um passeio pela área urbana de San Vicente del Caguán, enquanto alguns ex-combatentes contam a história da vila e o que aconteceu com a zona de distensão.

Eles também têm um museu chamado “Manuel Marulanda Vélez”, onde Dom Carlos narra que “Contamos histórias de como foi o conflito armado a partir das vozes próprias dos protagonistas”. No museu eles têm alguns elementos e trajes que foram usados na guerra.

Nota: Para chegar a San Vicente del Caguán você pode pegar um voo para Florencia, capital de Caquetá. De lá serão necessárias cerca de 3 horas por estrada para chegar ao município.

Remando por la Paz

Redes sociais: https://www.facebook.com/RemandoporlaPaz/

Esta é outra iniciativa que surgiu de alguns membros do ETCR de Miravalle e tem uma história comovente.

Após conseguir o acordo de paz, 5 ex-combatentes e 3 membros da comunidade de San Vicente del Caguán foram treinados para serem guias de rafting. Eles conseguiram melhorar a tal ponto que este grupo representou a Colômbia na Copa do Mundo de Rafting, na Austrália. Sua iniciativa de se tornarem guias de rafting, no já citado Rio Pato, levou-os a serem finalistas do BGTW International Tourism Awards, para o melhor projeto de turismo a nível mundial.

Além disso, durante o ano passado, juntamente com a iniciativa Caguán Expeditions, o Prefeito Municipal de San Vicente del Caguán e a Prefeitura de Caquetá criaram o festival de Rafting chamado “Remando por la Paz”. Diferentes comunidades do Caguán participaram deste festival. A primeira edição foi realizada nos dias 7 e 8 de novembro de 2020 e outras edições estão previstas.

Nota:

  • Para obter mais informações sobre os preços que eles estabeleceram, você pode entrar em contato com eles através de suas redes sociais.

Tierra Grata

Site: https://www.tierragrataecotours.com.co/

Quando se trata de iniciativas turísticas bem-sucedidas, que vêm de ex-combatentes das Farc, Caguán Expeditions e Tierra Grata são sempre mencionados. Tierra Grata é uma iniciativa que nasceu no ETCR de San José de Oriente e está localizada no município de Manaure, no departamento de Cesar.

As FARC ou mais especificamente o Bloco Caribenho desta organização esteve presente no departamento de Cesar por vários anos. Há até relatos de ataques como o realizado em 1999 que deixou dois policiais mortos e oito feridos.

Após a assinatura da paz em 2016, vários ex-combatentes aproveitando a proximidade do ETCR com o Parque Natural Regional Serranía de Perijá decidiram criar um projeto no qual pudessem divulgar as maravilhas naturais da região e também preservar a memória histórica.

Algumas experiências oferecidas pela Tierra Grata são:

ETCR e Murais de Arte e Cor

A maioria dos planos incluem uma visita ao ETCR, onde as pessoas podem se deleitar com o quão colorida esta vila é. Isto porque as fachadas das casas são pintadas com belos grafites. Entre as pinturas estão pássaros, desenhos que aludem à história da guerrilha e vários desenhos.

Inclusive, como fato curioso, em 2018 o ex-líder da guerrilha Jesús Santrich foi preso pelas autoridades colombianas por supostamente estar relacionado ao tráfico de drogas. Por esta razão, na Terra Grata, eles fizeram um mural para mostrar apoio a Santrich. No entanto, o líder da guerrilha escapou em 2019, deixando muitas dúvidas sobre seu envolvimento em negócios de tráfico de drogas e traindo o acordo de paz.

Mais tarde, Jesus Santrich anunciou que voltaria às armas. Por essa razão, os habitantes do ETCR de San José de Oriente apagaram o mural, mostrando suas intenções de continuar vivendo em paz.

Acampamento fariano e memória histórica

A apenas 500 metros do ETCR, há uma réplica de um acampamento fariano. Aqui os turistas podem saber o que significava viver em um campo das FARC.

Como um ex-combatente menciona no site da ONU, esta réplica do campo fariano tem como objetivo “deixar o turista saber em detalhes como era o dia de um guerrilheiro, como vivíamos, quais foram nossas rotinas durante o confronto e como vivemos agora que estamos em paz “. No campo as pessoas podem ver os “cambuches”, que eram onde os guerrilheiros dormiam durante o conflito armado, e também podem se hospedar lá.

A memória histórica é importante para a maioria das iniciativas turísticas ex-combatentes. A Tierra Grata oferece uma caminhada de aproximadamente duas horas até a chamada Finca Borja. O caminho para a propriedade é chamado de caminho para a paz e enquanto caminham ao longo dela, os ex-combatentes contam como o processo de paz foi alcançado, que pôs fim a uma guerra de 50 anos.

Observação de aves

Uma característica particular deste empreendimento é que na Tierra Grata há pessoas qualificadas para guiar uma caminhada de observação de aves. Graças ao fato de que Tierra Grata está cercada por montanhas e natureza, onde o ecossistema florestal seco se torna presente, é possível encontrar aves bonitas e exóticas, como:

  • Chlorostilbon gibsoni
  • Icterus auricapillus
  • Arremon schlegeli
  • Arapaçu-beija-flor (Campylorhamphus trochilirostris)
  • Casaca-de-couro-amarelo (Furnarius leucopus)

Notas:

  • Uma política de assistência médica será incluída com qualquer experiência que você reservar.
  • Para chegar a Manaure, você pode pegar um voo para Valledupar, capital de Cesar. De lá serão necessários cerca de 50 minutos por estrada para chegar ao município.

Festival Agua Bonita se pinta de colores con manos en paz y reconciliación

Site: https://www.facebook.com/AguaBonitaFestival/

É engraçado, mas mesmo nas piores organizações, onde a violência é o pão de cada dia, sempre haverá pessoas interessadas em arte e cultura. Com as FARC isto estava acontecendo em 2014, quando esta organização criminosa ainda estava ativa alguns membros da guerrilha fundaram o Grupo de Cultura Fariano.

Neste grupo cultural eles praticavam dança, canto, teatro e outras atividades. Após a assinatura do processo de paz, estas pessoas acabaram no ETCR Agua Bonita, no município chamado La Montañita, no departamento de Caquetá.

É por isso que, neste ETCR, a arte e a cultura são um pilar fundamental. Uma das iniciativas que os ex-combatentes tomaram foi criar o “Festival Água Bonita é pintado em cores com as mãos em paz e reconciliação”. A ideia deste festival é que artistas de toda a Colômbia venham pintar as fachadas das casas dos ex-guerrilheiros. Estas pinturas aludem à história das FARC, a personagens históricos da Colômbia, como Jaime Garzón, que foi um comediante assassinado pelo Estado colombiano e murais com desenhos da natureza.

Como a ONU encontrou em sua missão de verificação, esta iniciativa começou a gerar turismo e logo começou a oferecer um Graffiti tour. Além disso, universidades e estudantes também começaram a frequentar a área.

O festival tem sido um sucesso, ainda este ano (2021) o festival foi realizado, em sua quinta edição, que terminou em 30 de abril. Para os interessados em compartilhar com ex-combatentes e ver essa linda e colorida vila, Agua Bonita espera por você de braços abertos.

Nota: Para chegar a Montañita você pode pegar um voo para Florencia, capital de Caquetá. De lá, serão necessários cerca de 45 minutos por estrada para chegar ao município.

A Rota Fariana

No inóspito e seco departamento de La Guajira, para ser mais específico no município de Fonseca, está localizado o ETCR Pondores, no qual é oferecido um plano turístico muito interessante: a Rota Fariana.

Em La Guajira, as FARC estiveram presentes durante anos, em 2012 foi estimado que o já desmobilizado frente 59, chamado Resistência Guajira, estava sediado no departamento com uma força militar de aproximadamente 120 homens.

No entanto, La Guajira ou mais especificamente o ETCR Pondores entrou para a história como o último lugar onde as FARC entregaram suas armas à ONU. Com o processo de paz começaram a surgir diferentes iniciativas e, definitivamente, a mais marcante foi a da Rota Fariana.

Este empreendimento busca replicar como era um campo das FARC, para que os turistas possam ver como era a vida durante o tempo do conflito. Os visitantes podem ver os cambuches (as moradias improvisadas onde os guerrilheiros dormiam), aprender como cozinhavam e ouvir a versão de como foi o conflito segundo os ex-combatentes.

Você pode se hospedar nesta réplica do acampamento de guerra, ver suas plantações e aprender um pouco no Museu da Memória. Há roupas e equipamentos nesta propriedade que foram usados em tempos de guerra.

Notas:

  • Para chegar a Fonseca você pode pegar um voo para Riohacha, a capital de La Guajira. De lá serão necessárias cerca de duas horas por estrada para chegar ao município.
  • Não há muita informação na rede, nem no site ou nas redes sociais. Você pode ler um pouco sobre como foi a experiência de 15 turistas americanos na Rota Fariana neste artigo do jornal espanhol El País.  

Manatú Travel

Redes sociais: https://www.instagram.com/manatutravel/

Outra das iniciativas turísticas dos ex-combatentes das FARC está surgindo no ETCR Charras, no departamento de Guaviare, no município chamado San José del Guaviare, com um empreendimento chamado Manatú travel.

No departamento de Guaviare, as FARC estiveram presentes desde a década de 1960 e em 1993 foi criado o Bloco Oriental das FARC, o que resultou em pelo menos 600 homens presentes em todo esse território.

De acordo com a página deste ETCR, alguns ex-combatentes estão trabalhando em uma iniciativa turística chamada Manatú travel, uma agência turística, que oferece um plano chamado “Tour explorando Guaviare: trilhas coloridas, ancestralidade e paz” em que se pretende mostrar os lugares mais icônicos do departamento.

A questão é que parece que essa iniciativa ainda está em processo de implantação, eles não têm um site e em suas redes sociais não explicam o que oferecem. Tentei contatá-los, mas eles não responderam.

Provavelmente, no futuro, haverá mais informações sobre esta iniciativa, já que até foi escolhida junto com outras três agências de Guaviare para representar o departamento na Feira da Associação Colombiana de Agências de Viagens e Turismo durante o mês de abril.

Restaurante El Cielo

Site: https://elcielorestaurant.com/
Redes sociais: Facebook Instagram
Localização: Medellín, Bogotá, Miami e Washington

Este restaurante é uma exceção ao acima mencionado. Não é uma iniciativa promovida por ex-combatentes das FARC, mas por Juan Manuel Barrientos, um homem que com seu restaurante chamado El Cielo deu uma oportunidade a diferentes pessoas feridas devido ao conflito.

Juan Manuel Barrientos é considerado um dos melhores chefs da América Latina e também é reconhecido por ser uma pessoa que lutou pela paz. O chef teve que fugir da Colômbia quando era criança por causa da violência produzida pelos cartéis de drogas. Quando voltou para este país e começou seu projeto chamado El Cielo, ele decidiu ajudar aqueles que sofriam de violência.

Militares feridos, guerrilheiros desmobilizados, indígenas e ex-paramilitares tiveram a oportunidade de começar a trabalhar no mundo da gastronomia. Isto fez com que pessoas que eram inimigas no passado, como militares e guerrilheiros, trabalhassem como camaradas em total paz.

Atualmente, a franquia El Cielo está localizada em Bogotá, Medellín, Miami e Washington, esta última sede, durante este ano (2021), foi premiada com uma estrela Michelin, o maior reconhecimento que um restaurante pode obter.

Com isso, a El Cielo tornou-se o primeiro restaurante administrado por um colombiano a alcançar esse importante reconhecimento. Se você quer apoiar o trabalho de pessoas que participaram do conflito armado e também desfrutar de uma boa refeição, o restaurante El Cielo é uma ótima opção.

Seus restaurantes na Colômbia estão localizados em:

Medellín

Nesta cidade, capital do departamento de Antioquia, o restaurante está localizado na Calle 7D #43c-36. Você pode chegar a este lugar usando a linha A do metrô.

Bogotá

Na capital, o restaurante está localizado na Calle 70 #4-47, na localidade de Chapinero. Você pode chegar a este lugar usando transporte público, com SITP (ônibus) 593, H907, T13, T25, T63, ZP-365.

Dicas de viagem para a Colômbia

Mais destinos na Colômbia

Outros destinos e experiências na Colômbia

Search

About Author

Frank

Frank

Olá, eu sou Frank Spitzer, o fundador e o coração por trás da Pelecanus, uma operadora de turismo especializada em viagens na Colômbia. Meu percurso em viagens é amplo — já viajei para mais de 60 países, absorvendo culturas, experiências e histórias. Desde 2017, tenho usado essa riqueza global de experiência para criar experiências de viagem inesquecíveis na Colômbia.Sou reconhecido como uma das principais autoridades em turismo colombiano e tenho uma profunda paixão por compartilhar esse belo país com o mundo. Você pode ver um pouco das minhas aventuras de viagem e percepções sobre a Colômbia no meu canal do YouTube. Também sou ativo em plataformas de mídias sociais, como TikTok, Facebook, Instagram e Pinterest, onde compartilho a cultura vibrante e as paisagens deslumbrantes da Colômbia.Para fazer contatos profissionais, fique à vontade para se conectar comigo no LinkedIn. Junte-se a mim nesta incrível jornada e vamos explorar as maravilhas da Colômbia juntos!

youtube Facebook Instagram Pinterest Tiktok