Pelecanus

Logo Pelecanus

Viaje Para a Colômbia em Seu Jato Particular – Guia Sem Complicações

plane stored in hangar in Colombia

Atualizado em 14/05/2024

Caro leitor,
Também gostaria de recomendar nosso guia de viagem para a Colômbia, que oferece uma visão geral perfeita das atrações turísticas do país. Aproveite a leitura.

Se você quiser viajar para a Colômbia em seu próprio jato, este guia será muito útil. Explicarei as etapas que você deve seguir para organizar sua viagem, desde a documentação até as regras e regulamentos. Dessa forma, você poderá aproveitar as vantagens de voar em seu jato particular.

Planeie a sua viagem

Primeiro aspeto a considerar: planeie a sua viagem. Isto envolve escolher os aeroportos de partida e chegada, reservar o seu voo e organizar quaisquer serviços adicionais que possa desejar.

Escolha dos Aeroportos de Partida e Chegada

Os principais aeroportos da Colômbia para voos privados incluem o Aeroporto Internacional El Dorado de Bogotá, o Aeroporto Internacional José María Córdova de Medellín e o Aeroporto Internacional Alfonso Bonilla Aragón de Cali. Estes aeroportos oferecem instalações e serviços adaptados a passageiros e aeronaves privadas.

Escolha um aeroporto próximo do seu destino final para poupar tempo e dinheiro em transporte. Além disso, verifique o clima, o tráfego aéreo e a disponibilidade de estacionamento antes de optar por um aeroporto.

Contrate a sua Tripulação

A tripulação para um voo privado pode variar com base no tipo e tamanho da aeronave, destino, duração do voo e preferências do proprietário. No entanto, geralmente, a tripulação de um voo privado é composta por:

  • Comandante: O piloto responsável pela aeronave e a maior autoridade a bordo. Eles são responsáveis pelo planeamento e execução do voo, bem como pela coordenação com o restante da tripulação e as autoridades da aviação. Eles ocupam o assento esquerdo na cabine.
  • Copiloto: O segundo piloto na hierarquia e assistente do comandante. Eles apoiam o comandante nas tarefas de voo e realizam verificações pré e pós-voo. Eles sentam-se no assento direito da cabine.
  • Engenheiro de Voo: Responsável pela supervisão e controlo dos sistemas e motores da aeronave, bem como por efetuar cálculos e ajustes necessários para o voo. Nem todas as aeronaves privadas requerem um engenheiro de voo, pois alguns sistemas são automáticos ou integrados na cabine.
  • Assistentes de Voo: Eles assistem e ajudam os passageiros durante o voo, garantindo a sua segurança e conforto. Eles também lidam com a preparação e serviço de refeições e bebidas, gerenciam a bagagem e realizam demonstrações de segurança. O número de assistentes de voo pode variar dependendo do número de passageiros e do nível de serviço desejado.

Organize o Voo

Este processo é realizado pela tripulação, que deve notificar as autoridades da aviação do plano de voo antes da descolagem. O plano de voo é obrigatório e inclui origem, destino, rota, tempo estimado, número de passageiros e outros dados relevantes. Isso garante a segurança e a coordenação do tráfego aéreo.

O plano de voo é submetido seguindo estes passos:

  1. Selecionando a rota, considerando topografia, meteorologia, espaço aéreo e restrições.
  2. Escolhendo aeroportos alternativos em caso de emergências na origem, destino e ao longo da rota.
  3. Preparando o roteiro do voo, incluindo referências visuais, pontos de notificação e mudanças de frequência.
  4. Preenchendo o formulário ATC-1 (FPL) com dados da aeronave, tripulação, itinerário, combustível, tempo estimado, contagem de passageiros e outras informações.
  5. Submetendo o plano de voo ao escritório correspondente da ARO, via AFTN, e-mail ou pessoalmente, pelo menos 60 minutos antes da partida.
  6. Aguardando a confirmação da aceitação do plano de voo pela autoridade da aviação e garantindo que não haja alterações ou atrasos.
  7. Entrando em contato com a torre de controle para solicitar autorização de partida, táxi e descolagem.

Serviços Adicionais

Como proprietário de um jato privado, você pode contratar diretamente os serviços adicionais que deseja, como catering, entretenimento, transporte terrestre, segurança, assistência médica e muito mais. Estes serviços podem melhorar a experiência de viagem e atender às necessidades específicas do cliente.

Você deve decidir quais serviços deseja antes de fazer a reserva e comunicá-los aos fornecedores correspondentes com antecedência.

Documentação para Viajar no seu Jato para a Colômbia

Se planeia voar com o seu jato privado para a Colômbia, deve ter a documentação necessária. Isso inclui passaportes válidos e vistos.

Passaportes e Vistos

Para entrar na Colômbia, a maioria dos cidadãos precisa de um passaporte válido por pelo menos seis meses a partir da data de entrada e um visto. Você pode solicitar um visto na embaixada ou consulado colombiano mais próximo, ou, em alguns casos, obtê-lo na chegada ao país.

Alguns países que exigem visto incluem Bielorrússia, Cabo Verde, Congo, Costa do Marfim, Chade, Egito, Etiópia, Gabão, Gâmbia, Gana, Haiti, Índia, Quênia, Madagascar, Maldivas, Mali, Marrocos, Nepal, Nicarágua, Níger, República Centro-Africana, Ruanda, Senegal, Tailândia, Tanzânia, Ucrânia, Vietnã, Zâmbia e Zimbábue. Você pode ver a lista completa de países aqui.

Permissões de Aeronaves

Para viajar com o seu jato privado para a Colômbia, você deve seguir estas regras:

  • A Unidade Administrativa Especial de Aeronáutica Civil (UAEAC) regula a entrada, trânsito e saída de aeronaves na Colômbia.
  • Dependendo do tipo de voo (regular, não regular ou privado), os requisitos e procedimentos variam.
  • Voos não regulares devem solicitar autorização prévia da UAEAC, indicando o propósito, itinerário, equipamento e contratante do voo, entre outros detalhes.

Voos privados podem sobrevoar, entrar e sair do território colombiano sem permissão prévia, exceto se:

  • Eles pretendem ficar mais de 48 horas ou voar para outros aeroportos. Nesse caso, eles devem apresentar um pedido com informações e documentos relevantes à UAEAC, que pode autorizar uma estadia de até 30 dias, prorrogável em casos especiais.
  • Eles são voos corporativos ou executivos e podem demonstrar atividades comerciais na Colômbia e no exterior. Neste caso, eles podem solicitar uma autorização especial de longo prazo, por até seis meses.

Todas as aeronaves devem se apresentar às autoridades aduaneiras e de imigração na chegada ou partida do país e cumprir as regulamentações da aviação colombiana. A UAEAC pode inspecionar aeronaves estrangeiras e seus documentos.

Regras e Regulamentos para Viajar no seu Jato para a Colômbia

Além da documentação, você deve levar em consideração as regras e regulamentos que regem o uso de aeronaves privadas na Colômbia. Estas são algumas das mais importantes:

  • Respeite o espaço aéreo colombiano e suas zonas restritas, proibidas e perigosas.
  • Siga as instruções e comunicações dos serviços de tráfego aéreo e das autoridades de controle.
  • Mantenha uma distância mínima de 500 metros de outras aeronaves, edifícios, pessoas, veículos e obstáculos.
  • Voe a uma altitude mínima de 300 metros acima do nível do solo, exceto em zonas de voo de baixa altitude autorizadas.
  • Aterre e descole apenas em aeroportos autorizados para tais operações, exceto em casos de emergência ou com permissão especial.
  • Relate quaisquer incidentes, acidentes ou anomalias ocorridos durante o voo à UAEAC e à Aeronáutica Civil.

Chegada à Colômbia

Para chegar à Colômbia no seu jato privado, você deve passar pela alfândega, apresentar o seu passaporte e visto e transferir-se para o hotel ou destino. Aqui estão os requisitos que você deve cumprir:

Alfândega

Você deve preencher e enviar o Formulário 530, declarando a sua bagagem, dinheiro e títulos. Você também deve pagar o imposto único, se aplicável. Não há formalidades aduaneiras na partida.

Imigração

Você deve ter um passaporte e visto válidos, se necessário. Você também deve ter um bilhete de retorno. Alguns passageiros estão isentos desses requisitos, como aqueles com documentos da ONU ou da OEA, ou aqueles que são residentes na Colômbia.

Se você chegar ou partir no mesmo voo direto, ou transferir voos no mesmo aeroporto, não precisa de documentos ou vistos. Se você tiver que ir para a cidade devido a força maior, receberá uma autorização de trânsito ocasional.

Emigração

Se você é colombiano, deve apresentar o seu passaporte ou identidade, e se for menor, uma autorização dos seus pais ou representantes legais. Se você é estrangeiro, deve apresentar o seu passaporte e o seu cartão ou identidade de estrangeiro, dependendo do tipo de visto que tem. No caso de ser menor e estar sob autoridade parental ou tutela, precisa de uma autorização dos seus pais ou representantes legais.

Além disso, todas as aeronaves devem se apresentar às autoridades aduaneiras, de imigração e de saúde na chegada e na partida da Colômbia. Devem cumprir as regulamentações de segurança, identificação, inspeção e controle estabelecidas.

Outros documentos que você deve apresentar incluem:

  • Registro da aeronave e certificado de aeronavegabilidade
  • Licenças de pilotos e certificados médicos
  • Seguro de responsabilidade civil de terceiros

Saúde Pública

Você não precisa apresentar certificados de vacinação, a menos que venha de uma região infectada com cólera, febre amarela ou varíola. Não há procedimentos de saúde na partida.

Transporte para o Hotel ou Destino

Você pode organizar transporte terrestre para o hotel ou destino com empresas aéreas privadas, um táxi ou um serviço de transporte privado. Escolha um modo de transporte seguro, confortável e confiável.

Para garantir que a sua viagem de jato privado para a Colômbia seja um sucesso, planeje-a cuidadosamente. Reveja os documentos necessários, as regras do espaço aéreo e os extras que deseja organizar.

Dessa forma, você pode aproveitar ao máximo a sua viagem. Voe no seu ritmo e explore as maravilhas deste país mágico.

Mais sobre voos fretados na Colômbia

Search

About Author

Frank

Frank

Olá, eu sou Frank Spitzer, o fundador e o coração por trás da Pelecanus, uma operadora de turismo especializada em viagens na Colômbia. Meu percurso em viagens é amplo — já viajei para mais de 60 países, absorvendo culturas, experiências e histórias. Desde 2017, tenho usado essa riqueza global de experiência para criar experiências de viagem inesquecíveis na Colômbia.Sou reconhecido como uma das principais autoridades em turismo colombiano e tenho uma profunda paixão por compartilhar esse belo país com o mundo. Você pode ver um pouco das minhas aventuras de viagem e percepções sobre a Colômbia no meu canal do YouTube. Também sou ativo em plataformas de mídias sociais, como TikTok, Facebook, Instagram e Pinterest, onde compartilho a cultura vibrante e as paisagens deslumbrantes da Colômbia. Para fazer contatos profissionais, fique à vontade para se conectar comigo no LinkedIn. Junte-se a mim nesta incrível jornada e vamos explorar as maravilhas da Colômbia juntos!

youtube Facebook Instagram Pinterest Tiktok