Como chegar de Bogota ao deserto de Tatacoa e San Agustin de carro

Last updated on January 23rd, 2021 at 08:29 pm

Caro leitor

Meu nome é Frank e tenho uma agência de viagens em Bogotá, Colômbia. Divirta-se enquanto lê!

Como chegar de Bogota ao deserto de Tatacoa

Em 3 de maio de 2017, fomos com o meu colega Sebastián explorar o sul da Colômbia e experimentar o potencial turístico do que fazer na Colômbia; um tour que nos permitiu descobrir coisas fascinantes. A nossa viagem nos levou primeiro ao desierto de la Tatacoa, que se encontra a uns 300 km ao sul de Bogotá no departamento do Huila. Devido ao “Rodízio veicular”, que é uma medida para restringir o número de veículos que circulam na cidade, tivemos que sair de Bogotá antes das 6 da manhã. Saímos às 5:15  y, para a nossa surpresa, ficamos presos no trânsito a essa hora. Devo salientar que a saída de Bogotá para o sul sempre tem muito tráfego e pode ser considerado como um curso intensivo de paciência para os motoristas. Um pouco depois das seis da manhã, conseguimos, finalmente, sair da cidade. O tráfego melhorou, porém, lembrei que muitos camiões e veículos de carga ultrapassam na estrada que tem uma única pista, como se brincassem de pular e correr na estrada.

Sebastián nos guiou pela entrada traseira do deserto ao invés de irmos pela rota principal. Isso foi muito mais interessante, embora tenha sido mais devagar. Nesta região há granjas piscícolas, cuja produção se exporta principalmente aos Estados Unidos. A água requerida para a criação se obtém de um rio próximo que foi desviado. Impressionantemente, podia-se observar como a temperatura aumentava constantemente até alcançar os 38 graus Celsius. O desierto de la Tatacoa não é um deserto típico como o do Saara, mais bem, é como lembrar uma espécie de paisagem lunar, onde pode se perceber microclimas. Encontramos criação de gado e cultivos agrícolas. Além do mais, há um observatório astronómico e uma piscina. Gostei muito da região, porém, foi muito quente para mim.

Em Villavieja, o povoado mais próximo, começamos, finalmente,  procurar guias locais e hotéis, assim como possíveis ofertas turísticas. Estabelecemos contato com um homem muito interessante, mas muito tagarela. Ricardo se apresentou como a pessoa mais competente da região em matéria de turismo. Ele não tinha documentos que certificassem a sua profissão, mas mesmo assim nos contou muitas histórias sobre as suas experiências passadas no campo turístico.  Além do mais, qualificou-se a si mesmo como experto em compra e venda de carros, especialista em imóveis, produtor de gado e qualificado em muitos outros campos.  Nas seguintes semanas ligou para a gente quase a diário; infelizmente, o seu cartão sumiu de maneira inexplicável durante a nossa viagem;-) (dá para ver o sarcasmo)

Decidimos continuar a nossa viagem e passar a noite em Neiva, a capital do Huila. O calor ali também é muito forte e tivemos que nos refrescar à noite com uma cerveja estupidamente gelada. No dia seguinte, coletamos informações das autoridades do setor turístico.  Em Neiva há alguns hotéis interessantes.  Mesmo assim, o potencial para o turismo internacional é limitado. Para o dia seguinte estava programado um concurso de beleza e já podia me imaginar vendo mulheres lindas “pairando” de um lado ao outro.  Infelizmente, não vimos o concurso devido à nossa apertada agenda e devimos continuar a nossa viagem em direção ao sul. Porém, fiquei triste vários  dias.

Ao redor de 300 km ao sul de Bogotá fica San Agustín, um dos principais pontos turísticos da Colômbia, muito conhecido pelas suas escavações arqueológicas. Chegamos ao quarto depois do meio-dia. O fim de semana são comemoradas as festas do San Pedro, as quais não pude conhecer. Contudo, à noite houve hordas de cavaleiros no lugar cavalgando ao redor do povoado e bebendo muito álcool.   Foi um completo caos, mas ao mesmo tempo muito divertido. No seguinte dia nos encontramos com um guia local. Tem mais de 60, começou a estudar inglês faz alguns anos, tem muita história para contar e uma irresistível personalidade. Passamos o dia todo com ele e visitamos vários locais arqueológicos. Toda a infraestrutura está construída de maneira muito profissional e as abundantes esculturas de pedra me impressionaram muito.

Posso recomendar San Agustín a qualquer um que tenha interesse por um pouco de arqueologia e história para o seu turismo na Colômbia. Eu não sou experto nesses campos, mas mesmo assim achei o lugar muito interessante.

Mais informações sobre os pontos turísticos de San Agustin você encontrará em nossas Informações turísticas. Se você estiver interessado em ter uma experiência única de viagem na Colômbia, não hesite e entre em contato conosco.

Caro leitor

Gostou do nosso conteúdo? Você está convidado a compartilhá-lo e espalhar a mensagem de que a Colômbia é um dos países mais bonitos do mundo.

Leave a Reply

Posts relacionados

Em nosso Blog você encontrará informações sobre nossas experiências passadas, assim como dicas úteis para planejar sua viagem à Colômbia.