Pelecanus

Como é celebrada a Semana Santa na Colômbia: Tradições e lugares imperdíveis

Parade in Popayán

Atualizado em 27/02/2024

Caro leitor,

Também gostaria de recomendar nosso guia de viagem para a Colômbia, que oferece uma visão geral perfeita das atrações turísticas do país. Aproveite a leitura.

A Semana Santa na Colômbia é uma celebração religiosa profundamente enraizada que combina fé, tradição e cultura. Desde o Domingo de Ramos até o Domingo de Páscoa, as ruas das cidades e vilarejos colombianos são preenchidas com procissões, representações religiosas e eventos litúrgicos que comemoram a paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo.

Neste blog, vamos compartilhar com você as atividades em que os fiéis colombianos se envolvem durante esta semana, suas costumes e tradições, e as cidades que se destacam mais por suas celebrações.

Por que a Semana Santa é tão importante na Colômbia?

A Semana Santa ocupa um lugar especial na identidade colombiana devido à influência do catolicismo na sua formação cultural, impulsionada pela conquista espanhola. Do ponto de vista espiritual, é um momento de reflexão sobre a relação com Deus, o arrependimento e a significativa morte e ressurreição de Jesus. Culturalmente, eventos como as procissões e os rituais reflectem a boa fé e a ligação com o divino.

De um ponto de vista cultural, as procissões, os rituais e a participação em actividades litúrgicas são manifestações de devoção e de ligação com o divino.

Observâncias Diárias da Semana Santa na Colômbia e seus costumes

A Semana Santa é celebrada na última semana de março, especificamente no último domingo do mês. Também inclui rituais que ocorrem antes e durante os oito dias. Alguns deles são:

Quaresma

A Semana Santa começa com a Quaresma, 40 dias de jejum e penitência que comemoram os dias que Jesus Cristo passou no deserto. A “Quarta-feira de Cinzas” marca o início, quando os sacerdotes colocam uma cruz de cinzas na testa dos fiéis para recordar a mortalidade e a penitência.

Domingo de Ramos

Este dia comemora a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém. Os fiéis levam em procissão ramos de palmeira e de oliveira como símbolo de vitória e de triunfo e, depois de os abençoarem, levam-nos para casa como sinal de proteção.

Segunda-Feira Santa

Conhecido como “Segunda-feira da Autoridade”, este dia comemora a intervenção de Jesus Cristo no templo, expulsando os mercadores e restabelecendo a autoridade religiosa.

Durante a Segunda, Terça e Quarta-Feiras Santas, não se realizam grandes celebrações e os sacerdotes vestem-se de púrpura durante as celebrações eucarísticas, pois isso demonstra a contrição e o arrependimento dos paroquianos.

Terça-Feira Santa

A “Terça-feira da Polémica” é o dia em que Jesus anuncia a sua morte aos apóstolos, bem como a sua futura traição por Judas Iscariotes. Comemora também os confrontos de Jesus com os líderes religiosos, marcando um dia de grande intensidade emocional.

Quarta-feira Santa

A “Quarta-feira da Traição” marca a negociação de Judas Iscariotes para trair Jesus e a emocionante Última Ceia, um momento de profundo simbolismo.

Quinta-feira Santa

Este dia comemora a Última Ceia de Jesus com os seus apóstolos, o lava-pés e a oração no Monte das Oliveiras. O dia divide-se em três partes: a Missa Crismal, a Missa Vespertina e a visita aos 7 Monumentos.

De manhã, realiza-se a Missa Crismal, presidida por um bispo que abençoa os óleos e os azeites. A missa vespertina realiza-se à tarde e dá início ao Tríduo Pascal, que é o período de quinta a sexta-feira em que se comemora a morte e a ressurreição de Jesus Cristo. Finalmente, à noite, os fiéis visitam 7 igrejas diferentes e rezam junto dos seus monumentos.

Sexta-feira Santa

A Sexta-feira Santa comemora a crucificação e a morte de Jesus Cristo. Desde a Via Sacra até ao sermão das Sete Palavras, o dia convida à reflexão sobre a paixão de Cristo.

Nalgumas cidades, é possível ver multidões de pessoas a caminhar pelos bairros enquanto rezam a Via-Sacra. Em algumas regiões da Colômbia, realiza-se a “Queima de Judas”. Um boneco representando Judas Iscariotes é feito e queimado como um ato simbólico de rejeição da traição.

Sábado Santo

O Sábado Santo é o terceiro dia do Tríduo Pascal e é um dia de luto, sem missa nem procissões. A Vigília Pascal começa à noite e termina nas primeiras horas da manhã do Domingo de Páscoa.

O fogo, a liturgia da palavra e a água são elementos centrais desta celebração. As pessoas levam para casa velas e garrafas de água benzida como símbolo de proteção.

Domingo de Páscoa

O Domingo de Páscoa marca o ponto alto da Semana Santa, celebrando a ressurreição de Jesus. As cerimónias e procissões, como a “Procissão do Encontro”, simbolizam a alegria da ressurreição.

Costumes Colombianos Durante a Semana Santa

Durante a Semana Santa, os fiéis observam certos costumes para demonstrar fidelidade, respeito e temor a Deus. Os mais populares incluem:

  • Peixe nos Dias Importantes: Durante a Quinta-feira Santa, a Sexta-feira Santa e o Sábado Santo, o consumo de carne vermelha e porco é evitado a todo custo. Em vez disso, as pessoas comem peixe e outros tipos de alimentos, como legumes. Comer essas carnes nestes dias é considerado desrespeitoso. Em algumas regiões, como na costa, as pessoas podem consumir carne de animais selvagens, como iguanas, tartarugas e jacarés. No entanto, isso apresenta um problema significativo, pois afeta o equilíbrio populacional dessas espécies.
  • Sem Festas e Álcool: Festas e consumo de álcool também são proibidos durante a Semana Santa, especialmente na Quinta-feira Santa, Sexta-feira Santa e Sábado Santo, pois demonstram uma falta de respeito pela morte de Jesus e o luto que ocorre.
  • Abstinência de Relações Sexuais: As relações sexuais também são consideradas um grande desrespeito durante a Semana Santa e são vistas com maus olhos pelos mais religiosos. Segundo crenças populares, casais que se envolvem em relações durante esses dias podem se tornar “ligados” um ao outro.
  • Férias Durante a Semana Santa: Embora não façam parte das tradições católicas da Semana Santa, escolas e algumas universidades do país têm uma pausa em suas atividades. Para a maioria dos estudantes, as férias duram toda a semana, mas em ambientes de trabalho, apenas quinta-feira e sexta-feira são considerados dias de folga, já que são feriados nacionais.

Durante esses dias, os fiéis dedicam a semana a um período de reflexão e atividade espiritual. Por outro lado, algumas pessoas aproveitam para viajar para outras partes da Colômbia e do mundo. Assim, a Semana Santa é considerada uma temporada de pico para o turismo.

Locais populares para celebrar a Semana Santa na Colômbia

Popayán

Popayán, conhecida como a “Cidade Branca”, orgulha-se de ter a mais antiga celebração da Semana Santa do país, remontando a 1556. Renomada por suas procissões que percorrem 2 quilômetros, inclui diversos grupos musicais e culturais homenageando a Santa Cruz, o Santo Sepulcro, a Virgem Maria e a Ressurreição.

As preparações pela Junta Pro Semana se estendem por um ano, com atividade máxima às sextas e sábados. Cinco procissões ocorrem a partir de terça-feira, declaradas Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO em 2009 e Patrimônio Cultural da Nação em 2004.

Durante as procissões silenciosas, orações cantadas em coro criam uma atmosfera solene, atraindo aqueles interessados no turismo religioso. Os pesados andores, transmitidos de geração em geração, pesam até 600 quilogramas e são carregados por oito pessoas, visto como um dever honroso.

Processions of Popayán

O Festival de Música Religiosa de Popayán, parte da Semana Santa, possui significado cultural, declarado Patrimônio Cultural da Nação em 2004 e reconhecido como um dos festivais mais antigos do mundo em seu tipo devido à sua extensa história.

Mompox

Esta pequena cidade tem uma das celebrações mais coloridas da Semana Santa no país, fortemente influenciada pelas tradições de Sevilha, Espanha, desde os tempos coloniais.

As festividades começam no Domingo de Ramos, mas é na Quarta-feira Santa que os fiéis realizam uma procissão em homenagem aos seus falecidos, indo das principais ruas até o cemitério. Eles também levam flores e velas durante essas procissões noturnas.

As procissões incluem a participação das figuras religiosas mais importantes da cidade e contam com grupos musicais católicos.

Buga

Milhares de turistas se dirigem à cidade de Buga, no Valle del Cauca, para participar das atividades religiosas da Semana Santa, principalmente para visitar e venerar a imagem do Cristo Milagroso, localizada na Basílica do Senhor dos Milagres.

Dentro da Basílica, há imagens de outros santos que as pessoas visitam para fazer súplicas e pedidos, e missas são realizadas ao longo do dia. Ao redor da Basílica, diversas lojas vendem itens como rosários e imagens para bênçãos durante a missa.

Também são realizadas procissões noturnas, onde as figuras mais importantes da Semana Santa e as imagens são desfiladas pelos fiéis.

Ipiales

A cidade de Ipiales é conhecida por seu Santuário de Las Lajas, atraindo milhares de pessoas, tanto colombianos quanto estrangeiros. Las Lajas é principalmente atraente por sua arquitetura, localização em um penhasco e imagens religiosas.

A celebração da Semana Santa em Ipiales foi declarada Patrimônio Cultural Imaterial do município em 2012. As peregrinações são acompanhadas por imagens sagradas carregadas pelos fiéis para serem abençoadas.

Zipaquirá

O município de Zipaquirá, em Cundinamarca, é conhecido pela Catedral de Sal, conhecida como a “Primeira Maravilha Colombiana”. É reconhecida como o único templo subterrâneo do mundo e o segundo lugar de culto mais impressionante do planeta em 2017. Este templo recebe mais de 600.000 visitantes anualmente.

A catedral fica a 180 metros abaixo da terra, e suas estruturas circundantes são esculpidas em sal. Entre as atrações turísticas está a rota das Estações da Cruz, cobrindo 386 metros e apresentando as 14 etapas da crucificação e morte de Jesus.

Bogotá

Apesar de a capital não ser uma das cidades mais religiosas da Colômbia, Bogotá abriga inúmeros templos onde ocorrem atividades como procissões e missas.

O Santuário do Senhor Caído de Monserrate, localizado nas colinas orientais, atrai milhares de fiéis para sua jornada, missas e para visitar a estátua do Jesus caído. Alguns crentes têm a tradição de subir os 1.605 degraus até o santuário descalços ou de joelhos. Essa prática é para penitência, perdão dos pecados, cumprimento de promessas, purificação da alma e renovação da fé.

Monserrate hill in Bogota

A Catedral Primaz da Colômbia na Plaza de Bolívar é uma das igrejas mais importantes do país e também é muito visitada.

Outros lugares incluem o Santuário do Divino Menino, localizado na praça 20 de Julho, onde muitas pessoas participam de procissões e missas. Ao redor desta igreja, semelhante à Basílica de Buga, inúmeras lojas vendem artigos religiosos.

Mais informações sobre a cultura na Colômbia

Explore a cultura da Colômbia navegando nos nossos blogues.

Search

About Author

Frank

Frank

Olá, eu sou Frank Spitzer, o fundador e o coração por trás da Pelecanus, uma operadora de turismo especializada em viagens na Colômbia. Meu percurso em viagens é amplo — já viajei para mais de 60 países, absorvendo culturas, experiências e histórias. Desde 2017, tenho usado essa riqueza global de experiência para criar experiências de viagem inesquecíveis na Colômbia.Sou reconhecido como uma das principais autoridades em turismo colombiano e tenho uma profunda paixão por compartilhar esse belo país com o mundo. Você pode ver um pouco das minhas aventuras de viagem e percepções sobre a Colômbia no meu canal do YouTube. Também sou ativo em plataformas de mídias sociais, como TikTok, Facebook, Instagram e Pinterest, onde compartilho a cultura vibrante e as paisagens deslumbrantes da Colômbia.Para fazer contatos profissionais, fique à vontade para se conectar comigo no LinkedIn. Junte-se a mim nesta incrível jornada e vamos explorar as maravilhas da Colômbia juntos!

youtube Facebook Instagram Pinterest Tiktok