Pelecanus

Logo Pelecanus

7 Destinos não Descobertos na Colômbia – Joias Escondidas para Aventureiros

Local guy standing in Cerro Guacamaya

Atualizado em 16/05/2024

Caro leitor,
Também gostaria de recomendar nosso guia de viagem para a Colômbia, que oferece uma visão geral perfeita das atrações turísticas do país. Aproveite a leitura.

Por que alguns lugares na Colômbia são inacessíveis aos turistas?

Há várias razões para isso, tais como:

  • Isolamento: Algumas localidades estão situadas em áreas muito isoladas ou de difícil acesso, onde as opções de transporte são limitadas ou caras.
  • Falta de infraestrutura: Algumas regiões possuem instalações turísticas muito básicas ou inexistentes, como hotéis, restaurantes ou guias. Isso significa que os viajantes precisam ser mais aventureiros e autossuficientes, às vezes organizando sua própria hospedagem ou passeios com as comunidades locais.
  • Questões de segurança: Algumas áreas têm histórico de violência ou conflito, o que pode dissuadir alguns viajantes de visitá-las. No entanto, a situação de segurança na Colômbia melhorou significativamente nos últimos anos, e muitas áreas antes consideradas perigosas agora são seguras e abertas ao turismo.

Por que visitar esses lugares fora do circuito turístico na Colômbia?

Existem muitos benefícios e vantagens em visitar esses pontos escondidos na Colômbia:

  • Biodiversidade única: A Colômbia é um dos países mais biodiversos do mundo, e muitos de seus ecossistemas remotos são praticamente intocados. Aqui você verá flora e fauna nativas que não encontrará em nenhum outro lugar. Em resumo, esses lugares possuem algumas das paisagens e vida selvagem mais impressionantes que a Colômbia tem a oferecer.
  • Cultura autêntica: Ao visitar esses lugares, você pode aprender mais sobre a rica e diversa cultura da Colômbia e interagir com pessoas locais que preservaram suas tradições e costumes por séculos.
  • Principais cidades: Bogotá, Medellín e Cartagena são apenas o começo, pois são as cidades mais populares e servem como pontos de partida para milhares de aventuras.
  • Costa Caribenha: Aqui você encontra praias de cartão postal, mares turquesa e ritmos tradicionais afro-colombianos.
  • Floresta Amazônica: Aventure-se no pulmão do mundo, este é um dos lugares mais populares para amantes da natureza.

Mas espere, há mais. Se você gosta de caminhos menos percorridos ou inexplorados, a Colômbia está cheia de jóias escondidas que poucos turistas conhecem.

Principais 7 destinos fora do circuito turístico na Colômbia:

Nuquí, Chocó

Nuquí é uma pequena cidade no departamento de Chocó, localizada cerca de 184 quilômetros de Quibdó, a capital. Sim, é um pouco remota, mas vale a pena. Este canto do Pacífico é uma das áreas mais biodiversas do planeta.

Sua economia gira em torno do ecoturismo, pesca e agricultura. Aqui, frutas afrodisíacas como chontaduro e borojó são comuns.

Entre suas tradições mais interessantes estão a medicina herbal ancestral e a prática tradicional de parteiras. Cultura e tradição fascinantes!

Você obterá mais informações quando chegar a Nuquí em nosso guia de viagem de Chocó.

landscape of beach in Nuqui Chocó

Como chegar a Nuquí:

Há duas maneiras de chegar a Nuquí:

Por avião:

  • De: Voar de Bogotá, Medellín, Pereira ou Quibdó.
  • Custos: De $ 230.000 COP ($ 65 USD) na baixa temporada a $ 850.000 COP ($ 237 USD) na alta temporada.
  • Duração do voo: Aproximadamente 1 hora e 45 minutos das principais cidades, e 15 minutos de Quibdó.
  • Destino: Aterrissar no Aeroporto Reyes Murillo Nuquí. Desfrute de uma vista única da densa selva a bordo de pequenos aviões.

Por barco:

  • Ponto de partida: Buenaventura.
  • Opções: Navegue em pequenos barcos de passageiros (18-24 horas) ou escolha uma jornada de 8 horas em lanchas rápidas.
  • Custos: Barcos de passageiros a partir de $ 150.000 COP por pessoa ($ 34 USD), e lanchas rápidas a partir de $ 200.000 COP por pessoa ($ 56 USD).

Coisas para ver e fazer em Nuquí:

Observação de baleias
De julho a novembro, as baleias do frio Antártico visitam a costa do Pacífico em busca do calor do Pacífico. Você pode fazer passeios com vários provedores no local.

Trilha das Três Quedas em Nuquí
Esta trilha leva às belas florestas primárias e secundárias, onde você pode ver flora e fauna exóticas. É melhor reservar um passeio localmente.

Praia de Guachalito
Esta é a praia mais bonita que Nuquí tem para oferecer.

Mergulho
Esta área do Oceano Pacífico é perfeita para mergulho, pois a água é clara. Você pode avistar corais, tartarugas, estrelas-do-mar e outras espécies. Você precisa de um certificado PADI, já que as correntes no Pacífico são um pouco fortes e não ideais para amadores.

Surfe
Diz-se que Chocó tem as melhores ondas da Colômbia. As melhores praias são Pico de Loro e Juan Tornillo. Dificilmente você terá que lutar pela onda lá.

Caiaque
Nuquí não tem apenas mar, mas também rios. Estes são perfeitos para caiaque.

Pesca esportiva
A variedade de diversidade marinha nesta área do país é impressionante. Então, se você gosta de pescar, recomendamos a temporada entre maio e junho. Neste período, mais espécies chegam à costa em busca de águas mais quentes.

Onde ficar em Nuquí

Ecolodge El Cantil
Este hotel oferece uma experiência única cercada pela beleza natural. Você está entre a selva tropical e tem vista para o mar. É um hotel ecológico e sustentável. Existem 7 bangalôs.

Recomendações:

  • Leve dinheiro suficiente, não há caixas eletrônicos.
  • Nuquí é um paraíso úmido, então traga roupas confortáveis e alguns itens à prova d’água.
  • Proteja-se contra picadas de insetos.
  • Os aviões têm limite de peso para bagagem.
  • É obrigatório se vacinar contra febre amarela, tétano e gripe de 15 a 20 dias antes.
  • Evite o desperdício.

 Bahía Solano, Chocó

Bahía Solano, um município colombiano em Chocó, está localizado ao lado da costa norte do Pacífico, a apenas 5 metros acima do nível do mar.

  • A atividade econômica aqui se concentra no ecoturismo, esportes e pesca, além da criação de animais em pequena escala e agricultura.
  • É um tesouro natural com um clima tropical úmido, com média de 25ºC.
  • Piscina de tartarugas: Essas criaturas são protegidas durante a temporada de acasalamento. Depois, são liberadas diretamente para o mar sem problemas.
  • Em 14 de fevereiro, Bahía Solano se veste para celebrar San Antonio de Padua com oferendas e o tamunangue, uma dança tradicional que é pura cultura.

Como chegar a Bahía Solano:

Avião e rota marítima

Por avião:

  • De: Voos disponíveis de Bogotá, Medellín, Pereira e Quibdó.
  • Custo: Aproximadamente $ 300.000 – 600.000 COP ($ 77 – 155 USD).
  • Frequência: Tenha em mente que os voos para Bahía Solano não são diários.

Por mar:

  • Porto de partida: Buenaventura. Navio padrão: Uma viagem de cerca de 24 horas por $ 150.000 e 200.000 COP (38 – 52 USD).
  • Lancha: De 6 a 8 horas, dependendo do mar, por $ 200.000 – 250.000 COP (52 – 64 USD).
  • Frequência: Uma vez por semana há uma conexão de Nuquí para Bahía Solano.

Coisas para ver e fazer em Bahía Solano:

Ecoturismo no caminho da Loma de la Virgen
É uma caminhada curta de 20 minutos morro acima. No caminho, você encontrará cadeiras de madeira onde pode descansar. Um espetáculo visual sobre a bela baía espera por você no topo.

Cachoeira Chocolatal
Com uma altura aproximada de 7 metros, uma profundidade de 3 metros e sua água doce no meio da selva, você se sentirá como se estivesse em um filme. É melhor organizar um guia local.

Observação de baleias
Os meses de julho a novembro são os meses de acasalamento para os mamíferos que desejam se reproduzir nas águas quentes do Pacífico. Visite o site de Sula para mais informações.

Avistamento de tartarugas
Um dos momentos mais populares para os turistas é de setembro a janeiro, quando você pode assistir às tartarugas chocarem e rastejarem para o mar.

Praia de Huína
Esta é uma das praias mais bonitas, com águas cristalinas e uma abundância de peixes coloridos. A Playa Huína fica a 25 minutos de barco e custa entre $ 20.000 – 40.000 COP (6 – 10 USD) por bilhete só de ida.

Praia de Mecana
Mecana é uma bela praia coberta por grandes palmeiras. Também é lar de um rio de água doce.

Parque Natural Nacional Utria
É um parque cheio de magia onde as baleias dão à luz seus filhotes, o mar nesta parte é muito calmo e as ondas são suaves. O parque abre suas portas em alguns meses do ano. Visite o site oficial para mais informações.

Onde ficar em Bahía Solano

Ecolodge El Almejal
Este hotel é composto por 10 cabanas de madeira, uma piscina natural e uma cachoeira. É perfeito para uma estadia tranquila e relaxante.

Recomendações:

  • Contrate um guia local em um horário.
  • Proteja-se do sol.
  • Você deve ser vacinado contra febre amarela, tétano e gripe.
  • Proteja-se contra picadas de insetos.
  • Os aviões têm limite de peso para bagagem.
  • Evite o desperdício.

Timbiquí, Cauca

Timbiquí, escondida em Cauca, Colômbia, tem uma economia em grande parte dependente da pesca, agricultura, caça e mineração, tudo cercado por rios como Timbiquí e Saija.

Apesar dos desafios da violência e de ser uma das comunidades mais humildes, também é um dos lugares mais pobres da Colômbia. Aqui, você notará que as casas são construídas de madeira sobre a água e é predominantemente uma população afro-colombiana.

É o coração da tradição, cultura pura e música; se você está procurando um lugar altamente cultural e quer se envolver na tradição, você deve ir sem dúvida.

Como chegar a Timbiquí

A única maneira de chegar a Timbiquí é de avião. A única conexão é de Cali e leva cerca de 45 minutos. Passagens de ida e volta custam entre 400.000 – 500.000 COP (103 – 129 USD).

Coisas para ver e fazer em Timbiquí

  • Timbiquí é um destino turístico municipal e pode ser seu local ideal se você quiser aprender mais sobre a cultura afro-colombiana e seus costumes ancestrais.
  • Sua comida típica e bebidas exóticas tornam-no um lugar maravilhoso. Por exemplo, o naidi e chontaduro, que são frutas afrodisíacas e muito populares como base para vários pratos. A música ao vivo é comum, muitas vezes apresentando histórias da vida diária ou experiências de guerra ao ritmo da marimba. Os ritmos nativos populares incluem currulao e bunde, sendo Herencia de Timbiquí um grupo notável.
  • Visite a Igreja de Santa Bárbara, um dos locais turísticos mais frequentes, por seu design colonial característico com características barrocas e neoclássicas.

Onde ficar em Timbiquí

Hotel Río Timbiquí

Este hotel com atmosfera acolhedora fica em frente ao parque principal no bairro San José, que é muito comercial.

Ele oferece quartos com televisão, ar-condicionado e Wi-Fi. Você também encontrará um restaurante com refeições típicas da região e, às vezes, o hotel também organiza excursões turísticas.

Recomendações

  • Os aviões têm limite de peso para bagagem.
  • Traga botas de borracha e repelente de mosquitos.
  • Definitivamente, experimente “hace hijos”, uma bebida típica.

Guapi, Cauca

Guapi é um município em Cauca, Colômbia, localizado entre Buenaventura e Tumaco na costa do Pacífico. Possui vegetação exuberante e praias bonitas, e você deve experimentar o exótico fruto Naidí, cultivado localmente em palmeiras, é como um símbolo.

Declarado Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO, Guapi celebra as festividades do Naidí anualmente de 26 a 29 de dezembro. Sua economia é baseada na pesca, agricultura, mineração e, recentemente, no turismo, destacado pela Ilha Gorgona, uma visita obrigatória localizada a 22 milhas (35 km) da costa.

Graças à Ilha Gorgona, Guapi emergiu como um ponto turístico chave em Cauca, impulsionando a economia local. A comunidade busca ativamente melhorar o turismo por meio de programas contínuos de treinamento e educação para servir melhor aos visitantes.

Como chegar a Guapi

Guapi só pode ser alcançado de avião ou barco.

  • Avião: Existem voos de Bogotá, Cali e Popayán. Passagens de ida e volta custam entre 350.000 – 600.000 COP (90 – 155 USD) de Cali.
  • Barco: De Buenaventura, a viagem leva cerca de 12 horas e custa entre $ 150.000 – 200.000 COP (38 – 52 USD).

Coisas para ver e fazer em Guapi:

  • Ouça as “cantadoras” que recitam ao ritmo da música do Pacífico e são as principais transmissoras da herança africana.
  • Visite a Ilha Gorgona: A principal atração de Guapi é um centro de ecoturismo onde você pode observar pássaros, répteis e baleias. Você também pode visitar a antiga prisão de Gorgona, da qual hoje só restam ruínas. Você pode obter mais informações sobre Gorgona em nosso blog Ilhas Colombianas.
  • Visite o Islote de Gorgillo, que abriga muitas espécies de pássaros.
  • Observação de baleias de julho a novembro.

Onde ficar em Guapi

Hotel Río Guapi

É uma das poucas acomodações boas que você encontrará. Aqui você encontrará apenas quartos mistos espaçosos e menores. Os quartos espaçosos geralmente vêm com ar-condicionado e são mais confortáveis, enquanto os quartos menores têm ventilador. Seu destaque: a comida local caseira (pratos de frutos do mar).

E a vista do seu terraço com vista para o Rio Guapi é um plus para esta acomodação.

Recomendações

  • Os aviões têm limite de peso para bagagem.
  • Proteja-se do sol.
  • Você deve ser vacinado contra febre amarela, tétano e gripe.
  • Proteja-se contra picadas de insetos.
  • Evite o desperdício.

Onde ficar em Guapi:

Hotel Los Delfines
Este hotel no centro de Guapi possui 22 quartos, todos com ar condicionado.

Recomendações

  • Contrate um guia local em um horário.
  • Proteja-se do sol.
  • Você deve ser vacinado contra febre amarela, tétano e gripe.
  • Proteja-se contra picadas de insetos.
  • Evite o desperdício.

Mitú, Vaupés

Mitú, a capital do Vaupés, fica no sudeste da Colômbia, bem ao lado do Brasil. Aqui, a maioria é composta por indígenas de grupos étnicos locais. Um lugar rico em cultura. Além disso, grande parte de Mitú é uma Reserva Florestal Amazônica.

  • Atividades: Pescar espécies raras e cultivar frutas silvestres são atividades cotidianas.
  • História colonial: Você notará que suas ruas são feitas de pedra, um legado dos colonizadores, e são muito bem preservadas. Toda vez que você caminha pelas ruas de Mitú, verá como a modernidade, a arquitetura indígena e colonial coexistem em um só lugar.

Também criamos um guia de viagem de Mitú para você explorar mais.

Como chegar a Mitú

Existem duas maneiras de chegar a Mitú: de barco e de avião. Definitivamente recomendamos o avião.

Passagens de ida e volta custam entre 700.000 – 900.000 COP (181 – 233 USD). O voo leva cerca de 90 minutos.

Coisas para ver e fazer em Mitú

O Malecón
É uma caminhada de mil metros ao longo das margens do rio Vaupés. Neste passeio, você passará pelas pequenas praças e quiosques étnicos dos indígenas que vivem em Mitú.

Observação de pássaros
Mitú possui mais de 500 espécies classificadas, a maioria com cores marcantes.

Gastronomia de frutas exóticas
Você tem que experimentar a maravilhosa comida de Mitú, como a carne de lapa, o chive de patavá, o peixe moqueado e o mojojoy, uma larva popular encontrada nesta região da Amazônia.

Visite a comunidade de Mutuseño Urania
Mutuseño Urania fica a 5 km da cidade. Lá você pode subir o magnífico morro de Odocabeba. O ponto de observação está a uma altitude de 200 metros e você tem uma excelente vista de toda a Amazônia.

Visite o Cerro Guacamayas
Um belo mirante com vistas panorâmicas da floresta amazônica e um destaque para observação de aves, e para chegar lá você deve passar por pântanos. Você deve urgentemente contratar um guia local para uma visita.

Caño sangre
Imagine uma “jacuzzi” natural com águas cristalinas que adquirem uma tonalidade avermelhada graças à vegetação que cresce no fundo do riacho.

Onde ficar em Mitú

Posada Turística Quenari Wii
Este hotel é um dos melhores em Mitucom uma excelente reputação. Os visitantes destacam sua atmosfera aconchegante e sua conexão com a natureza e a cultura local. Você também encontrará comodidades como jacuzzi, cozinha e sala de jantar e estar. E a comida local é imperdível.

Recomendações

  • Contrate um guia local de cada vez.
  • Proteja-se do sol.
  • Você deve ser vacinado contra a febre amarela.
  • Proteja-se contra picadas de insetos.
  • Os aviões têm um limite de peso para a bagagem.
  • Evite desperdícios.
  • Leve dinheiro suficiente com você.

Capurganá, Chocó

Capurganá é uma pequena localidade no município de Acandí, situada perto da fronteira com o Panamá, no Golfo de Urabá. Pertence ao departamento de Chocó.

  • A principal fonte econômica é o turismo comunitário e a pesca, e alguns moradores cultivam sua própria comida.
  • Eco-destaque: A região é conhecida por suas baías tranquilas cercadas por florestas tropicais muito verdes. E o mar nesta parte do país é quente e turquesa.
  • Segurança: Capurganá é um ponto focal para fluxos migratórios através do Panamá em direção aos EUA. A Marinha Colombiana está no local.

Como chegar a Capurganá

Para visitar esta pequena cidade, você pode chegar de avião e barco.

  • Por via aérea: Os voos partem da cidade de Medellín e estão disponíveis apenas às segundas e sextas-feiras, a viagem dura 2 horas e os preços variam entre 150.000 – 400.000 COP (38 – 103 USD) por trajeto.
  • Por barco: Os barcos partem do porto de Obaldía. A viagem dura 45 minutos e custa entre 50.000 – 100.000 COP / bilhete de ida (12 – 25 USD). Também há barcos que partem de Turbo e Necoclí, com preços variados.

Coisas para ver e fazer em Capurganá

  • Baía El Aguacate: Conhecida por sua praia tranquila e águas cristalinas, é perfeita para relaxar e desfrutar da comida local feita com ingredientes do mar.
  • Piscina dos deuses: Esta é uma piscina natural formada por rochas e o mar, onde você pode desfrutar da beleza do Golfo de Urabá e observar peixes coloridos.
  • Trilha Ecoturística Capurganá – Sapzurro: Uma trilha que conecta as comunidades indígenas de Capurganá e Sapzurro, onde você poderá desfrutar de vistas panorâmicas do mar e ter a chance de visitar a Cachoeira La Diana.
  • Capurganá é um local de nascimento de tartarugas marinhas e migração de espécies exóticas.

Onde ficar em Capurganá

Hotel Casa Costa
O hotel oferece Wi-Fi gratuito, um café da manhã típico e quartos com ar-condicionado. Possui um terraço-bar. É o hotel preferido pelos viajantes.

Recomendações

  • Contrate um guia local quando possível.
  • Proteja-se do sol.
  • Você deve ser vacinado contra a febre amarela.
  • Proteja-se contra picadas de insetos.
  • Os aviões têm limite de peso para bagagem.
  • Evite desperdícios.
  • Leve dinheiro suficiente com você.

Isla Fuerte, Cordoba

A pequena ilha está localizada no Golfo de Morrosquillo e pertence ao departamento de Córdoba, no final do sistema de ilhas de Cartagena. A maioria de seus residentes são afro-colombianos. A ilha abriga a árvore mais bonita da Colômbia, a Bonga. A maioria das casas é feita de madeira com telhados de palha.

Como chegar a Isla Fuerte

  • Por mar: A única maneira de chegar a Isla Fuerte. Você precisa ir até Paso Nuevo para pegar um barco. Geralmente, eles partem de manhã e recomendamos entrar em contato com o alojamento com antecedência.
  • Quanto tempo leva? A viagem até a ilha leva 30 minutos.

Coisas para ver e fazer em Isla Fuerte

  • Visite a Bonga, é a árvore mais bonita da Colômbia.
  • Dizem que o mar em Isla Fuerte tem algumas das melhores ondas da Colômbia.
  • Caiaque no mar cristalino de Isla Fuerte é uma aventura imperdível.
  • Observação de aves: A ilha abriga 83 espécies, tornando-se um paraíso para observadores de pássaros e amantes da vida selvagem. Destaques incluem o bobo-marrom, a garça-vermelha e o martim-pescador gigante norte-americano.
  • Isla Fuerte possui 17 pontos de mergulho onde você observará grandes colônias de corais fogo e chifre, barracudas, tubarões-enfermeiros e tubarões ponta-branca, entre outros.

Onde ficar em Isla Fuerte

Hotel Ecohouse
O hotel é de um bom padrão. Oferece restaurante, bar, terraço e 12 quartos.

Recomendações

  • Proteja-se do sol.
  • Proteja-se contra picadas de insetos.
  • Evite desperdícios.
  • Leve dinheiro suficiente com você.
  • Não suba no farol da morte.

Como Viajar para os Destinos Inexplorados da Colômbia: Destinos e Dicas

Enquanto muitos viajantes se dirigem aos destinos populares como Bogotá, Medellín, Cartagena e a costa caribenha, muitos tesouros escondidos aguardam os viajantes aventureiros e curiosos que desejam explorar os caminhos menos percorridos da Colômbia.

Se você é um desses viajantes dispostos a descobrir os destinos inexplorados da Colômbia, aqui estão algumas dicas sobre como se preparar para sua viagem:

Transporte

  • Voos internos: Rápidos e para todos os lugares! A Colômbia possui uma rede de voos domésticos que o conectam a muitos lugares. Mas, atenção, algumas áreas rurais na Amazônia, no Pacífico e nos Llanos não são atendidas.
  • Ônibus: A opção econômica. Eles são baratos e frequentes, mas esteja preparado, a viagem pode ser longa e um pouco desconfortável dependendo do ônibus. A segurança também é um tópico a ser considerado. Provavelmente você ficará bem.
  • Táxis: Confortáveis e diretos ao seu destino. Embora possam ser um pouco caros e difíceis de encontrar em áreas menos turísticas.
  • Motoristas particulares: Quer luxo, conforto e segurança? Essa é a sua melhor aposta. Claro, você terá que abrir sua carteira.
  • Aluguel de veículos: Se você está disposto a dirigir, pode alugar um carro ou uma motocicleta. Você só precisa da sua carteira de motorista válida e de seguro. Mas eu aviso, dirigir aqui é um desafio devido ao tráfego, à cultura de direção local e às condições de estrada menos que ideais.

Dicas rápidas:

  • Avalie cuidadosamente as distâncias e o tempo que deseja investir em cada transferência.
  • Sempre verifique as condições locais antes de se aventurar na estrada.
  • A segurança em primeiro lugar: Informe-se sobre as melhores práticas de viagem, especialmente em ônibus ou em áreas menos conhecidas.

Visto

Se você está considerando a Colômbia como seu próximo destino, tenho boas notícias para você:

  • Sem visto: Se você vem da América do Norte, países membros da União Europeia, Austrália ou Nova Zelândia, ou a maioria dos países da América Latina, boas notícias! Você pode entrar sem visto e ficar por até 90 dias como turista.
  • Passaporte: Certifique-se de que seu passaporte seja válido por pelo menos seis meses a partir da data de entrada.
  • Passagens de saída: Você pode ser solicitado a mostrar sua passagem de volta ou comprovar sua próxima viagem. Portanto, tenha-a à mão.
  • Taxa de saída: Ao sair da Colômbia por via aérea, lembre-se de que há uma taxa de aeroporto que você deve pagar.

E se você quiser ficar mais de 90 dias?:

  • Extensão de visto: Processe-a no escritório de imigração ou online antes que seu visto expire. É simples!
  • Outros vistos: Se seu plano é trabalhar, estudar, fazer trabalho voluntário ou investir, pesquise o visto que melhor se adapte à sua aventura.

Dicas rápidas:

  • Sempre verifique as informações oficiais antes da sua viagem, apenas para o caso de haver alterações.
  • Planeje sua saída: Certifique-se de ter seu itinerário de retorno ou seu próximo destino.

Segurança

A Colômbia avançou muito em segurança e estabilidade, mas ainda não é um destino sem riscos. Algumas áreas do país ainda são afetadas por conflitos armados, tráfico de drogas, crime e violência. Siga estas 7 regras simples:

  1. Fique informado: Antes de viajar, dê uma olhada nos avisos de viagem do seu governo e evite as regiões consideradas inseguras ou restritas. É melhor prevenir do que remediar.
  2. Seja esperto na rua: Ao se locomover pelo país, especialmente em grandes cidades, em transportes públicos, lugares lotados ou à noite, use seu bom senso.
  3. Viaje leve: Não carregue muitas coisas como dinheiro ou objetos de valor.
  4. Mantenha os olhos abertos: Evite áreas que você não conhece ou que parecem desertas, especialmente à noite.
  5. Não confie facilmente em estranhos: Não aceite álcool ou comida facilmente de estranhos. Por exemplo, especialmente se você for convidado a passar a noite em algum lugar que nunca ouviu falar antes.
  6. Guias rurais: Neste caso, você pode contratar um guia rural e é a opção mais segura. Pelo menos até você saber quais lugares visitar e quais não.
  7. Diga não a atividades ilegais: Evite drogas ou se envolver em negócios duvidosos. Não é apenas perigoso, mas também pode causar sérios problemas.

Em caso de emergência:

Ligue para a polícia local (123) ou entre em contato com sua embaixada se precisar de ajuda.

Algumas dicas extras:

  • Aplicativos de mapas podem ser seus melhores amigos para evitar áreas complicadas.
  • Compartilhe seu itinerário com alguém em quem confie. É sempre bom alguém saber onde você está.

Idioma

Há algo super importante que você deve saber: O espanhol é o idioma oficial da Colômbia, mas são falados mais idiomas:

  • Diversidade linguística: Em certas regiões, comunidades indígenas usam suas línguas nativas.
  • Inglês: Entre nós, não é muito comum, especialmente fora das grandes cidades. Então, se você se encontrar perdido em uma cidade encantadora ou na natureza, o inglês pode não te salvar.

Dicas para uma experiência sem limites:

  • Aprenda um pouco de espanhol: Saber algumas frases básicas fará uma ENORME diferença. E não apenas para pedir seu café, isso também abrirá portas para novas amizades.
  • Use um aplicativo de tradução: Na era digital, seu melhor amigo pode ser um aplicativo que o tire de situações complicadas. Experimente! Os colombianos adoram quando você aprende suas expressões locais. Mesmo que você cometa erros, eles provavelmente responderão com um sorriso e apreciarão seu esforço.

Cultura

  • A cultura colombiana reflete sua história, geografia e diversidade étnica. Você descobrirá que os colombianos são geralmente calorosos, amigáveis, hospitaleiros e orgulhosos de seu país.
  • Chamou sua atenção? Confira meu guia sobre costumes colombianos, onde eu exploro completamente esse tópico.
  • Por último, mas não menos importante: Como viajante, você tem a responsabilidade de ser respeitoso e responsável ao visitar esses destinos desconhecidos. Respeite sempre as leis locais, a cultura e o meio ambiente, e apoie a economia e a comunidade local.

Mais experiências de turismo de natureza na Colômbia.

Aqui está uma lista de destinos incríveis para caminhadas e outras atividades na natureza na Colômbia:

Search

About Author

Frank

Frank

Olá, eu sou Frank Spitzer, o fundador e o coração por trás da Pelecanus, uma operadora de turismo especializada em viagens na Colômbia. Meu percurso em viagens é amplo — já viajei para mais de 60 países, absorvendo culturas, experiências e histórias. Desde 2017, tenho usado essa riqueza global de experiência para criar experiências de viagem inesquecíveis na Colômbia.Sou reconhecido como uma das principais autoridades em turismo colombiano e tenho uma profunda paixão por compartilhar esse belo país com o mundo. Você pode ver um pouco das minhas aventuras de viagem e percepções sobre a Colômbia no meu canal do YouTube. Também sou ativo em plataformas de mídias sociais, como TikTok, Facebook, Instagram e Pinterest, onde compartilho a cultura vibrante e as paisagens deslumbrantes da Colômbia. Para fazer contatos profissionais, fique à vontade para se conectar comigo no LinkedIn. Junte-se a mim nesta incrível jornada e vamos explorar as maravilhas da Colômbia juntos!

youtube Facebook Instagram Pinterest Tiktok